Translate this page:

Istambul

Todos que tem uma lista de cidades a conhecer antes de morrer devem ter Istambul nela. Aliás, toda Turquia é imperdível! As pessoas são muito receptivas, inúmeras atrações por todo o país, os preços são ótimos... e além de tudo a moeda do páis, a lira, vale quase o mesmo que um real, facilitando a conversão. Antes da subida do dólar por intervenção do governo, no ínicio deste ano de 2012, uma lira valia um real exatamente, porém agora está saindo por R$1,15 no câmbio comercial. 

Como sempre decedimos a viagem de última hora, sem nenhum planejamento... eu sou a maniaca do planejamento quando se trata de fazer orçamento e definir as atividades do dia, além de buscar informações sobre o melhor lugar para se hospedar, onde ir, dicas para economizar, como se locomover na cidade, dentre outras milhares de dicas úteis a saber se deseja não ter problemas no roteiro. Contudo, quando o assunto é planejar a viagem com meses de antecedência e já ter agenda de destinos do ano, eu não tenho expertise. E fui parar em Istambul através de uma promoção da Lufthansa no acaso, e paguei €100 de Munique a Istambul. E ficamos na cidade por 5 noites (7 dias). Na hora de voar escolha o aeroporto de Atatürk, por ser no centro da cidade com opção de transporte sob trilhos (bonde por 2TL em toda cidade) e taxi barato (umas 40 liras).



Me hospedei no Aura Apart Hotel, que fica pertinho da Mesquita de Sultan Ahmed, com diária de €40 para dois com café da manhã e traslado de chegada inclusos. O hotel é bem pequeno com uns 10 quartos apenas, e alguns quartos tem copa. O café da manhã é muito bem servido, e você pode solicitar omelete que é feito na hora. Para pegar um voô tão barato só podia ser num período que ninguém iria: o inverno. E apesar de não ser o período mais agradável para andar nas ruas com um mapa turístico, é simplesmente lindo ver a cidade sob a neve... e foi muita neve! 50cm no dia em que chegamos, mas aos poucos a neve sumiu e a temperatura chegou aos 10°C no último dia.


Dentre as atrações mais cotadas fica a Mesquita de Sultan Ahmed, conhecida como Blue Mosque, com seus 6 minaretes, cada um com mais de 60m de altura. Esta mesquita é um bebê ainda, com apenas 400 anos,ou seja, erquida em 1615. Para entrar é necessário retirar os sapatos e guardá-los em um saco plástico, e nem pensar em ir com bermudas ou decotes. As mulheres não precisam cobrir os cabelos, mas é recomendável que o façam em sinal de respeito a cultura local.


Bem ao lado fica sua irmã mais velha e inspiradora é a Hagia Sophia, com quatro vezes a idade da Mesquita de Sultan Ahmed, erquida em 360 na antiga Constantinopla. Construída para ser uma igreja, sofreu várias reformas e adaptações em sua estrura, ora devido a desmoronamentos por erro de cálculos da estrutura da cúpula, ora por terremotos, e mais tarde para se tornar uma mesquita. Hoje a Hagia Sophia é um museu, e a entrada custa 25TL.


O passeio de barco pelo Bosphorus também é uma das coisas mais cotadas para fazer, e te leva por um passeio até os limites da cidade se aproximando do Mar Negro, com pelas paisagens no Rio que divide Europa da Ásia. Tal passeio pode ser feito por Ferry Boat com horários limitados (ida bem cedo e volta a tarde) ou por barcos que fazem o tour durante todo o dia, custando entre 15 e 25 TL por pessoa.



Uma atração talvez menos atraente que as inúmeras mesquitas grandes e imponentes da cidade, é o antigo aqueduto (Bozdogan Kemeri), que data de 368. Achá-lo a pé talvez seja um problema, e vai ter de andar bastante.


Para quem quer ver um belo show de dança do ventre, e outras danças típicas por um valor bem em conta, busque ingressos pro Hodjapasha, um centro de dança/cultura onde algumas noites da semana ocorrem shows de danças típicas e o ritual dos Whirling Dervishes (ritual típico desta região no qual os “monges” giram buscando ascensão). Todos os shows do gênero são caros, e este é melhor custo-benefício que você vai encontrar, pagando 60TL por pessoa. Dica importante: compre com antecedencia seja pelo site da casa ou por agência de viagens local garantindo seu lugar privilegiado na primeira fila. Nos entramos numa agência de viagens do lado do hotel e agendamos os tickets na noite anterior ao show sem problemas. E seja pontual, caso você chegue atrasado seu bilhete perde validade e será vendido a outra pessoa que queira comprar na hora.


Ir a Basilica Cistern é mandatório! Assim como a maioria das atrações, fica no bairo de Sultanahmed, e a entrada custa 10TL. Foi construída durante o império Bizantino, no século VI, e possui 336 colunas de mármore com 9 metros de altura cada. Foi construida com “restos” de outras construções espalhadas pelo império. Duas de suas colunas possuem cabeças da Medusa na base, e até hoje os historiadores desconhecem suas origens e o motivo pelo qual foram dispostas ali, ainda mais naquela posição: uma de lado e outra de cabeça para baixo. Há suspeita de que foram colocadas orientadas desta forma por dar a altura ideal para a coluna, ou por acaso, ou ainda por motivos supersticiosos.


Uma atração que eu não recomendo muito é o Palácio Topkapi. Possui muitos itens que pertenceram ao profeta Muhammad, e aos Sultões que habitaram o palácio. Talvez a área do Harém seja interessante, mas custa 15TL além das 20TL por pessoa para entrar. O palácio não me encantou. Gostei muito da Galata Tower, que te dá uma linda vista da cidade, e vale cada degrau vencido na subida. A entrada custa 10TL por pessoa.


Vamos falar sobre compras! Em Istambul fazer compras se torna uma experiência cultural. Assim como no Marrocos você tem de negociar, os vendendores já esperam por isto, e os coroas que trabalham lá há séculos ficam até chateados caso você não tente. Vá no Grand Bazar e Bazar Egípcio. No Bazar Egípcio compre muitos chás (de 10TL a 100TL por 100g), temperos, açafrão (2TL 10g do Turco e 10TL 1g do Iraniano),Lokuns (doces que eu não gostei muito), pashmina, e coma nas redondezas uma comida típica e barata. Já para roupas, sapatos, e bijoterias, ou até jóias, vá ao Grand Bazar. Lá no meu primeiro dia fui obrigada a comprar uma bota, pois fui pega de surpresa pela neve, e me custou 60TL uma bota de cano alto impermeável da “BorBOrry”... o valor começou em 150TL e depois de negociar tanto, e de me surpreender com o fato de que o vendedor falava português (incrível!) cheguei a um desconto de 60%. Se você consegue 40% de desconto como turista, já pode ficar satisfeito, mais do que isto só com muita sorte.

Na hora de se alimentar não tenha medo das comidas de rua, pois são as melhores, mais baratas, e te garanto que são seguras, isto porque se vende muito e os vendedores voltam pra casa com a panela vazia. Beba Ayran, coma Döner, Simit, castanha assada, café turco, suco de romã e o famoso Midiye Dolma (mexilhões recheados com arroz, temperos e limão). Este último é confiável para quem tem estômago pra frutos do mar, o que é meu caso e não tive nenhum problema, mas é arriscado por se tratar de frutos do mar expostos ao calor e sol o dia inteiro... mas na temperatura que tava fazendo no dia que comi era como se tivessem na geladeira! Mais dicas sobre comidas de rua turcas: http://palimpsestoturco.blogspot.com.br/2011/05/top-10-comidas-e-bebidas-pra-se-comer.html .
Nas redondezas da ponte de Galata fica o Bazar Egípcio e a “Nova Mesquita”, além da marina de onde saem os barcos que faram o tour pelo Bosphorus. Sob a ponte ficam diversos restaurantes bem turísticos, e ai vai um conselho: não entre neles! Vão ser bem mais caros que outros, e ainda podem querer tirar vantagem de você cobrando um preço superior ao dito no Menu sem nenhuma vergonha. Atravesse a ponte e você vai achar um beco com um mercado de frutos do mar, lá tem restaurantes bem simples (mesmo!) mas ótimos, perfeitos para comer bem e barato, e para se misturar com os turcos. Nestes um peixe inteiro frito não custa mais que 15TL.


Ainda sobre restaurantes, eu vou te dar A dica! anota ai: Restaurante Serbethane! (última foto). Lá você vai encontrar um restaurante típico, pertinho da Blue Mosquee, barato, e com tratamento VIP! Sem falar na decoração. Fumar Narguilé aqui vai te custar 15TL apenas! O restaurante fica cheio em alguns horários específicos e vazio em outros, então não se assute se encontrar um destes extremos. 

Para aqueles que querem curtir a vida noturna e fazer umas compras em grandes lojas a Taksim Square é o lugar. Contudo as coisas não são tão mais baratas do que no Brasil, então pense bem se vale a pena comprar aquele item que busca por lá. Não saia da via de pedestres principal, pois nas ruelas existem muitos pontos de vendas de drogas... se ver um beco mais escuro: não entre. As boates tem tocam músicas eletrônicas a alturas ensurdecedoras após às 11h, e é só pra quem gosta mesmo de balada.

Um comentário:

Mari disse...

Olá, adorei o blog e as dicas de viagens.
Também estou escrevendo um sobre viagens pra Europa, se interessar, depois dê uma olhada : http://www.europapraturista.blogspot.com.br/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...