Translate this page:

Atenas


Uma das coisas que você vai notar é que a Grécia tá bem distante dos padrões europeus de infraestrutura e dsenvolvimento. As ruas são sujas, o sistema de transporte não é bom o suficiente, com poucas linhas de metro pelo subterrâneo assim como Rio e São Paulo, e ônibus na superfície, nada de bondes. Existem bairros perigosos, e bairros confiáveis, e nada de sair a noite por becos escuros... é, você já se sente no Brasil! E para nos sentirmos mais parecidos, eles também tem um batalhão de políticos que não se ausentam no dia de votar no aumento do próprio salário, mesmo diante uma crise. 

Entrar em vagões cheios do metro? Nem pensar! 
Carteiras nos bolsos de trás da calça? Nem pensar! 
Andar por Omonia distraído e despreocupado? Nem pensar! 
E aceitar qualquer coisa oferecida de graça? Nem pensar! Nunca é de graça e você toma um golpe. 

São muitos os casos de batedores de carteira, portanto tome muito cuidado com seus pertences e evite ficar em lugares cheios, com pertences nos bolsos da frente, e fique de olho na sua bolsa. Andando por Omonia (um bairro a evitar) você verá pessoas se drogando, brigas de bar, casas de prostituição, dentre outras coisa que você acha que só acontecem numa periferia brasileira. Não entre no metro se ele estiver cheio, espere o próximo, e o próximo, até que venha um onde você consiga entrar com tranquilidade. 

Bem, agora que já contei sobre o lado da cidade que ninguém mostra, vou falar sobre o lado bom, e o que te interessa.

Decidimos viajar a Atenas de última hora como sempre, buscando algum destino interessante com passagens aéreas em promoção, e através da Air China voamos de Munique a Atenas por €120 por pessoa, ida e volta. E também, conseguimos um ótimo desconto no hotel, pagando apenas €100 por quatro noites para duas pessoas com café da manhã em um 4 estrelas! Eu sei, é difícil de acreditar né!? são aquelas promoções que você só consegue escolhendo o destino pelo preço no último minuto. O nome do hotel é Chic Hotel, seu ponto negativa é que fica em Omonia, o bairro “perigoso”, mas seguindo conselhos dados pelo recepcionista na chegada, você sobreviverá. 

Se hospedando no centro você poderá ir à pé para praticamente todos os pontos turísticos, mas para andar pela Acrópolis tem de estar preparado para subir e descer ladeiras. E ai vai uma dica importantíssima para manter sua viagem no orçamento: vá aos sítios arqueológicos nos domingos! Em feriados e domingos as entradas são gratuitos em praticamente todos os monumentos históricos.


Saindo do aeroporto não se preocupe com transporte para o centro: há metro! E sua primeira parada depois de deixar as malas no hotel provavelmente será Monastiraki. Andando por lá você encontrará muitas opções de restaurante e dentre as ruelas vai parar em Acropolis. 
Assita a troca da guarda por volta às 10-11h dependendo da estação do ano (verifique se haverá troca da guarda e em que horário no hotel). Chegue ao menso 30min antes para pegar um bom lugar na tumba do soldado desconhecido.


Não faltam sítios arqueológicos a visitar em Atenas, dentre eles o Templo de Zeus, que demorou nada menos que 600 anos para ser construído. São 104 colunas de 17m cada... hoje, devido aos saques, só encontramos 16 colunas, porém uma coluna entrou em colapso durante uma tempestade em 1852, e deste então encontra-se no chão.


Na Acrópoles fica o Anfiteatro de Herodes, construído 161 d.C. e que permanece bem conservado graças as projetos de restauração, e hoje recebe espetáculos.


Dentre as principais atrações da cidade está o Parthenon, o antigo templo de Atena em Acrópoles, no mesmo local fica o Erecteion, contudo as estátuas são cópias, das originais cinco estão no Museu de Acrópolis em Atenas, e uma no British Museum em Londres.


O Parthenon é uma das mil e uma coisas que você tem de conhecer (pois é, eu poderia fazer uma lista interminável de coisas que você precisa visitar nesta curta e mal planejada viagem: a vida), é simplesmente incrível com seus 69 pilares, cada um com 10m de altura... imponente há 2500 anos. Resistiu a erosão, vandalismo e guerras.


Bem, falando de comida basta andar pelas redondezas de Acrópoles para encontrar uma infinidade de bons restaurantes, principalmente na rua de Adrianou, mas o difícil é encontrar um restaurante bom e barato, e se encontrarem me avisem. Acabei em um que não achei tão caro e pedi um prato de mix de frutos do mar suficiente para dois, além de um frappé para a sobremesa. Lembrando que frutos do mar e frappé são especialidades por lá. Os restaurantes mais típicos e perfeitos para turistas ficam em Psiri bem pertinho de Acrópoles, e não se espante com as ruas quase desertas por lá em dias de semana, basta não falar com estranhos, muito menos aceitar “ajuda”. Dos restaurantes por lá o melhor e mais barato que encontramos foi o Grill Odos Aischylou, que não tinha a melhor comida do mundo, mas era bem aceitável e típica.


Para quem quer fugir um pouco de Atenas, mas não quer gastar tanta grana nem tempo indo para as ilhas, uma boa sugestão é visitar o templo de Poseidon à beira mar em Sounion. Os ônibus saem a cada hora e o último ônibus para retornar no inverno é por volta das 17h e no verão 20h. Verfique em seu hotel os pontos de parada, e horários.


Para aqueles que não vão visitar as ilhas mas querem ter um gostinho de Santorini, um passeio por Anafiotika pelos arredores da Acrópoles é ideal. Trata-se de um micro bairro antigo com casas pintadas em branco e azul num labirinto de ruelas.


Caso queira fazer compras de coisas típicas passe pela rua Ermou, onde há um mercado de antiguidades para o oeste, e lojas mais modernas para o oeste. Já para especiarias vá ao mercado de alimentos na rua de Atenas no centro, onde você encontra deste carnes e frutos do mar até canela e chás.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...