Translate this page:

Amsterdam (2)



Ok! O último post sobre Amsterdam foi uma bela sacanagem, né!? Desta vez vou escrever, mas ainda sim me lembro vagamente, pois já tem mais de um ano!!! Conseguir actualizar o blog antes da minha próxima viagem é realmente uma missão impossível, é inevitável ficar sem tempo pois quando não estou estudando na faculdade, estou viajando durante alguma brecha na faculdade.




Na minha primeira vez fui com meu namorado que se aventurou a provar o bolinho do Bulldog Coffe Shop. Tal aventura deve ser evitada, dentre de 30min ficou claro que aquilo não é para qualquer um, e agora não vai ser mais para turistas. Aparentemente o consumo dos famosos derivados da canais serão proibidos a turistas, e apenas holandeses poderão usufruir tais produtos. 

Nesta primeira vez ficamos duas noites no Etap do aeroporto, o que nos possibilitou estacionar o carro por apenas €4 por dia, apesar do gasto de €10/dia em transporte para o aeroporto. A diária foi de €59 e fica no mesmo prédio que o Ibis do aeroporto que custava €89 a noite.




Amsterdam é uma cidade linda sem igual no mundo e nenhuma câmera é capaz de captar tal beleza, idem a Grand Place de Bruxelas e Istanbul.
Aos que querem se expor aos efeitos do THC comprem os pirulitos, ou algo com menor quantidade do mesmo, e não consuma tudo de uma vez, pois não vai dar certo, e espere uns 45min antes de se entupir com mais achando que não está fazendo efeito. Tais… "iguarias" vai te custar cerca de €5 o pacote seja de bolo, pirulitos ou cookies (estes últimos são os mais perigosos).




Pronto, já falei sobre um ponto que te interessava, agora vamos ao segundo ponto que interessa aos rapazes: Red Light District. Aqueles viajando em família, não se preocupe, você vai ver crianças de 10 anos andando pelas ruas tranquilamente e observando as mulheres se exibirem nas vitrinas, e para elas isto é normal e não me pareceram traumatizadas com isto. Já eu, fiquei! Primeira dica: não precisa buscar o Red Light District ele vai até você, quer queira ou não, ao andar pelas ruas uma hora você vai passar por lá, basta rodar pelo centro de Amsterdam. Em minha inocência vi uma Igreja em uma rua, assim que cheguei e resolvi ir vê-la de perto, algumas quadras e eu já estava lá. A Igreja se chama Oude Kerk (Velha Igreja) e ao tirar as primeiras fotos reparei que ao redor lá estavam elas, nas vitrinas, em frente a igreja! E para completas, o prédio imediatamente a frente é o Centro de Informações da Prostituição. Neste mesmo meio vi crianças rodando com seus pais, normalmente.




Como funciona o Red Light District: é lá que você encontra as principais CoffeShops, e clube de strippers. As mulheres alugam algo como uma vitrina com cabine de casas pelas principais ruas e ruelas, e ficam lá se exibindo. Se você tentar tirar foto delas vai ouvir xingamentos e quem sabe até acaba agredido, é claro que eu não sabia e sobrou para mim. Elas já se exibem tanto, não achei que uma foto ia incomodar  pura ignorância minha. As profissionais do sexo alugam aquelas cabines por 8 horas, então a que você vê pela manhã naquela cabine não estará lá em outro horário. O aluguel custa uns €80 ou bem mais, então elas tem de fazer valer aquelas 8horas de aluguel. Os homens vão passando pelo lado de fora, e elas semi nuas se esfregam no vidro, te chamam, e até abrem o vidro para você entrar. Se você estiver acompanhado por sua parceira elas não chegam a tanto.




O que vocês homens querem saber mesmo é quanto custa né!? Bem, eu sou curiosa e fiquei observando algumas negociações, dentre elas um Menagé a Trois, e fiquei surpresa, são cerca de €50 pelo programa normal e €100 à três, mas não sei o tempo, se 15min, 30min, mas deve ser algo assim. Sinceramente isto é barato pois uma é realmente mais linda que a outra, tem corpos de modelo mesmo e não é incomum acabar com uma universitária.




Agora que já falei da parte que interessa aqueles que vão aprontar em Amsterdam, vamos falar de programas mais apropriados aos turistas inocentes.
Nesta segunda vez fui em família, ou seja, com mãe e irmão adolescente, além do namorado. Ficamos no Hotel Allure, que fica no centro, mas não no centro histórico, e pagamos €50 pelo quarto budget e €59 pelo maior, e com estes €9 a mais cerca de 20% o quarto era 50% maior, e melhor, então vale a pena pegar um quarto um pouco melhor. O café da manhã estava incluso na diária, o que não estava era o estacionamento, e pelo hotel ser pequeno e só ter duas vagas, tivemos de parar na rua, e pagar €25 para o carro poder ficar lá. Uma facada!
Infelizmente não tirei fotos do quarto desta vez, mas é um hotel pequeno e bem cuidado, e tem bom custo-benefício. Além de estar perto do transporte público, e você leva 20min para chegar no centro.




Amsterdam é para ser desbravada a pé, e assim você vai encontrando as principais praças, museus, restaurantes, e etc. Não deixe de fazer um cruzeiro pelos canais, o que vai custar €12/pessoa e demora 90min. O Museu da Maconha custa €4, mas não é tão interessante, já o museu erótico ou do sexo vale a pena.
Não deixe de fazer o Heineken Expirence!!! na minha primeira vez eu deixei de lado, na segunda fiz questão de ir é a melhor atração da cidade. A visita vai te custar €17/pessoa, pela internet €15, e você pode tirar sua própria cerveja no final, e pode beber dois copos, além de ganhar um certificado de que você fez sua cerveja.




O maior símbolo de Amsterdam é a Magere Brug que está sobre o Rio Amstel, datando de 1691. 



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...