Translate this page:

Emitir passagens com milhas ou pontos

Naquela nossa primeira viagem, na hora do check-in alguém te perguntou: qual é seu número de viajante frequente? Gostaria de fazer um?
Agora, dois anos depois, e muitas milhas acumuladas, você precisa usá-las antes que venham a expirar, então eu vou te ajudar com isto.
Num próximo post eu vou dar dicas de como acumular milhas, e diferenciar os diversos programas, mas agora vou dizer como resgatar as milhas acumuladas.

Alguns programas possuem pontos, outros milhas, mas todos tem o mesmo raciocínio no qual é necessário ter um certo número de milhas ou pontos para emitir uma passagem para aquele trajeto desejado.

Nunca é bom esperar até o último minuto para resgatar as suas milhas, ou seja, busque emitir passagens com elas antes do prazo para vencimento, ao menos 3 meses antes, pois isto vai te permitir buscar pela melhor barganha pelas milhas, seja através de promoções, ou pelo melhor planejamento. Quanto mais em cima da hora for, mais dífícil vai ser achar um assento, e mais milhas serão necessárias.
Alguns programas só permitem emitir as passagens com no máximo 3 meses de antecedência para passagens nacionais principalmente, e de no máximo 6 meses de antecedência para destinso internacionais. Empresas como a TAM e Smile possuem promoções que permitem emitir passagens com um número reduzido de milhas de acordo com os dias até a viagem, quanto mais cedo, menor será o número de milhas. Foi assim que eu emiti passagens para destinos nacionais por apenas 4.000 pontos TAM, mas também incluia destinos na América do Sul. Abaixo o roteiro e número de milhas para dois passageiros, além das taxas de embarque.


Já com a Smiles foi possível comprar passagens por apenas 1.000 milhas para destinos nacionais, e 6.000 milhas para destinso interncaionais na América do Sul, e foi assim que comprei duas passagens de ida e volta por apenas 4.000 todos os 4 trechos, do Rio de Janeiro à São Paulo e uns R$40 em taxas pra cada passageiro. Veja abaixo:


No caso de trechos nacionais e na América do Sul, é bem simples e fácil comprar online, basta fazer a pesquisa através do link para resgate de milhas, e/ou emitir bilhetes premio. Busque datas com flexibilidade, e será possível visializar o dia com menor quantidade de milhas necessárias. Porém, sempre busque as tarifas especiais, pois elas fazem a suas milhas valerem mais, e renderem mais também.

Já para trechos internacionais fora da América do Sul, é bom ligar pra cia aérea e adquirir o bilhete por telefone, este processo é bem mais estressante e mais caro, contudo, ainda assim é a sua melhor ou até a única opção para adquirir o bilhete. Empresas como a TAM cobram R$40 para fazer a compra por telefone, sem falar o valor da ligação, que vai passar de 30min. Tenha paciencia e neste caso a quantidade de milhas necessárias pode mudar de acordo com a quantidade de escalas, ou seja, o número de milhas necessárias é A PARTIR DE do que está listado nas regras, voar pra Paris pode te custar 30.000 pontos ou 50.000 pontos com a TAM se tiver muitas escalas no caminho, geralmente quando superior a uma.

Na hora de emitir bilhetes com milhas a maioria pensa em emitir a maior quantidade de passagens possiveis com a quantidade de milhas que tem... pode pensar assim, mas este não é o melhor meio de obter o melhor custo-benefício. Digamos que você tenha 120.000 pontos com a TAM, estou usando a TAM de exemplo pois eu tenho mais resgates com ela.
Um belo dia você acorda e descobre que os seus 120.000 pontos devem vencer dentro de 6 meses, então é hora de ligar o sinal de alerta e comecar a planejar as férias. Com estas milhas é possível resgatar até 12 passagens dentro do Brasil, sendo cada uma de 10.000 pontos, e observe que um voo pra Salvador, por exemplo, sai por R$250 ida e volta SEM TAXAS (o nosso cálculo independe delas), cada trecho uns R$125. Também é possível, com estas 120.000 milhas viajar para Europa

Varemos uma tabela comparativa com estas possibilidades levando em conta o seu custo em dinheiro e em pontos assim poderemos ver qual tem o maior retorno:

Assim fica bem fácil ver que, por exemplo, uma passagem Nacional custa apenas ~11% do valor de uma para os EUA, só que custa 50% das pontos necessários para ir pros EUA, ou seja, comprando com dinheiro a passagem pros EUA é 10 vezes mais cara, só que com milhas é 2 vezes mais cara; desta forma é melhor comprar uma passagem nacional em dinheiro, e uma pros EUA com milhas.
Outro ponto, com estas 120.000 milhas citadas acima, é possível adquirir 12 trechos nacionais, ou 6 trechos pros EUA, ou ainda 4 trechos para Europa; pensando em quantidade os trechos nacionais parecem ser mais vantajosos, mas como você pode ver acima, não é bem assim que se deve escolher.

Se esta pessoa com 120.000 optar por viajar pelo Brasil usando os 12 trechos, ela terá "economizado" R$1.500 que ela gastaria comprando estas passagens; mas se tivesse viajado para Europa usando os 4 trechos ela terá economizado R$4.000; ou melhor ainda, se escolher ir pros EUA com estas milhas terá R$6.600 de economia em relação a compra dos bilhetes.

A pergunta que que deve ser feita é: porque gastar 10.000 para ir Salvador ou Buenos Aires, se com 20.000 é possível ir a Nova York?
Muitas pessoas acumulam estas 120.000 milhas através do cartão de crédito, com viagens a trabalho dentro do país, ao abastecer o carro, ou até alugando um vídeo, e podem ter a oportunidade de viajar para um destino caro para o qual elas não poderiam ir devido ao preço das passagens.

Agora um último truque na hora de escolher em que classe voar.
Sim! em que classe, pois, mais uma vez, não é uma questão de viajar quantas vezes, mas sim obtendo a maior economia, fazendo valer as suas mílhas o máximo possível...
Você já voou de Primeira Classe? Sabe quanto custa voar assim para Frankfurt, Paris ou Nova York?
Vai te custar R$9.500 o trecho. Quanto é em classe economica mesmo?! ah! sim: uns R$950 o trecho com antecedencia.
Ou seja, se hoje você voa de economica, quando você ficar 10 vezes mais rico, vai poder se dar este luxo. Como pra muitos isto só acontecerá na milésima geração, é melhor ir juntando as suas milhas, pois é possível viajar em alto luxo com elas.

Enquanto a passagem é 10 vezes mais cara em dinheiro, ela é apenas 2 vezes mais caras em milhas. O nosso amigo com 120.000 milhas poderá viajar pra Europa e voltar em primeira classe, pagando uma taxa de embarque de uns R$200. A economia será de R$19.000 ao usar as milhas pra comprar 2 trechos (ida e volta) em Primeira Classe através da TAM, mas não necessariamente com ela, pode ser com voo operado pela Lufthansa num 747, onde o segundo andar é só para quem toma Champagne e whisky 20 anos pra cima. O seu tratamento será como de todos os outros, com direito a acesso a sala VIP, carrinho pra te levar até a sala de embarque, Porsche para o avião (Lufthansa para primeira classe em frankfurt), e despache prioritário e quase que ilimitado de bagagem, só o transfer é que não entra no pacote de quem adquiri o bilhere First Class com milhas. Consulte o site da TAM: http://www.tam.com.br/b2c/vgn/img/fidelidade/pt_resgate_intern_irrestrito.pdf

Foi isto o que eu fiz, resgatei voos nacionais sempre que tinha uma boa promoção, e internacionais em primeira classe. Veja meu último extrato:






Em todas as imagens eu ocultei algumas coisas para proteger os meus dados, mas dá pa ver como foi o resgate, quanto foi gasto em milhas e em dinheiro.

Uma observação importante para aqueles que pretendem fazer viagens internacionais comprando trechos com milhas: COMPRE A IDA E A VOLTA COM MILHAS! Se um trecho for comprado em dinheiro o valor vai ser igual ou superior ao valor de ida e volta, então, se for uma viagem internacional, compre ida e volta com milhas, ou ida e volta em dinheiro.

Em síntese você só deve resgatar passagens nacionais em Economica se elas tiverem por até 4.000 pontos ou milhas, o ideal seria por 2.000 em promoções, já para outros países também em Economica na Am. do Sul por 7.000 pontos (ideal por 5.000), para a Am. do Norte por 20.000 pontos (ideal por 17.000), e Europa por 30.000 (ideal por 20.000 em promoções).

Espero que isto ajuda a muitos, e se ocorrerem dúvidas, podem postar ai em baixo.

Um comentário:

Anônimo disse...

Muito esclarecedor. Parbéns pela iniciativa!!! Obrigado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...