Translate this page:

Köln

Nos despedimos de Bruxelas, na Bélgica, e fomos pegar nossa rota de volta para casa. No caminho tinha Köln, uma cidade alemã, muito turística as margens do Rio Rhein (Reno). Dentre muitas atrações, a que me atraiu para lá foi à enorme catedral construída no século XIII.

Chegamos pela noite no hotel Park Inn bem perto do centro. Trata-se de um hotel 4 estrelas, com muito conforto, estacionamento, sauna, academia, e outros. Custou... pasmem: 50/diária, para duas pessoas em quarto com cama Queen, com todas as taxas e estacionamento incluído. Como eu fiz pra pegar este preço? Entrei no site Booking.com, e reservei no dia, ou seja, reservei no último minuto, por volta das 11:00 e cheguei as 22:00. Freqüentemente faço isto e acabo pegando ótimas promoções nos melhores hotéis.



Na manhã seguinte andamos pela Hohe Straße, uma rua repleta de lojas, e perfeita pra quem quer fazer compras, tem de tudo.

Após nos perdermos a procura da catedral, resolvermos parar pra almoçar em um restaurante típico, e encontramos um ótimo!
A comida era boa e o restaurante tinha sua história pra contar... mas infelizmente não lembro o nome, nem a rua, e muito menos as curiosidades do local. Pelo visto vou ter de voltar só pra poder indicar aqui.

Já almoçados, achamos a catedral, e é mais surpreendente do que nas fotos. A Kölner Dom (Catedral de Colônia), oficialmente chamada de Hohe Domkirche St. Peter und Maria, foi construída no século XIII, durante as famosas guerras ocorridas na Alemanha ela foi atingida e reconstruída, diversas vezes, e vive em reforma constante... Não importa, ela não perdeu seu encanto.





Ali do lado da catedral você encontrará um museu bem interessante contando a história romana, e lá você encontra um mosaico romano também, remanescente das antigas construções. Eu fiquei surpresa em ver que o museu tinha peças expostas do lado de fora, e me perguntei se eram réplicas, e como eles retiravamp aquelas peças enormes durante a noite... E me surpreendi quando passei lá novamente: o museu encontrava-se fechado, e as peças ainda lá expostas no seu exterior, e ninguém tocava, não tinha um rabisco se quer, ninguém depredava. Willkommen ao primeiro mundo!

Deixamos a catedral e fomos em direção ao Reno, vimos gente de todas as tribos, e aparentemente, entre os alemães, esta cidade é famosa por isto: gente de todos os tipos vivendo em paz.

Lá todos são bem aceitos, seja qual for sua religião, partido político, excentricidades, e peculiaridades.

Caminhamos as margens do rio e encontramos o Schokoladenmuseum, Museu do Chocolate, e ao entrar na loja…hm…

Museu do Chocolate: não deixe de ir na loja de chocolates! Esqueça o museu, afinal o ingresso não inclui uma degustação assim (apenas uma pouquinho). Vá à loja e compre tudo! Tem chocolate de todo tipo, e são os melhores do mundo. Eu peguei um de cada sabor no peso, e ainda comprei barras, licores, cremes, caixas de bombom, e muito mais. Sai caro, uns 50 o exagero que eu fiz, e eu não me arrependo; pelo contrário, desta segunda vez encomendei, novamente, 3 caixas para entregar no meu destino, Munique. Quem disse que os suíços ou belgas são os melhores, é porque não foi lá! Bem,... será que eles são produzidos na Alemanha?! O pior é que eu nem sei.

Depois de provar todos os tipos de chocolates da loja (não é exagero e sim verdade), andei mais um pouco, jantei e voltei pro hotel. Durante a noite usufrui da sauna, e tomei um susto! Não é que um homem apareceu lá totalmente nu e sentou do meu lado. É normal ir a sauna sem roupa alguma por lá, e eu descobri da pior maneira: dentro da sauna com um senhor de 60 e muitos anos e sua toalhinha apenas.

No dia seguinte, partimos em direção a München, e em seguida voaria de volta pra casa. Foi assim que terminei minha viagem de 3 meses pela Europa em 2010/1. Fiz intercambio, e nas férias da escola enquanto esperava certificados, andei... Onde? Por ai.

Danke schön!

4 comentários:

Sandra disse...

Depois de ler este post me deu vontade de ir para Köln :-). Muito legal vc. escrever sobre as suas experiências nos hotéis, bom mesmo pra ter uma idéia de onde vale ou não vale a pena ficar.
Danke schön auch!
Sandra

Lé disse...

Como consegue grana para viajar tanto ?
andeis só pela América do Sul, pois é bem mais em conta...
att/; Léo Fernando,

Luiza disse...

Léo,

dou aulas particulares desde nova, e juntei uma boa e generosa grana. Depois recebo socorro dos meus pais. Também não tenho contas para pagar. E como todo dia no bandejão da facu, pego carona de graça com os colegas, e roubo xerox dos outros. Ai fica fácil colocar tudo de baixo do colchão!

Procure também as melhores promoções, como este hotel em Köln que custou uns R$120/dia para duas pessoas com estacionamento e tudo. Tem de pesquisar muito e encontrar as melhores promoções.
E também tenho amigos por onde vou, então muitas vezes economizo em acomodação ou em passeios.

Além de dividir despesas com amigos em algumas viagens. Eu viajo sozinha, mas nunca chego no lugar sozinha, sempre tem alguém me esperando. Faça amigos na internet, ou em um bar em Ipanema.

abs,
lu

Anônimo disse...

Luiza, achei o maximo seu blog principalmente sua dica sobre como economizar para poder fazer essas viagens.... Meu sonho eh conhecer o mundo, mas esbarro nessa questao financeira, e na dificuldade em aventurar sozinha, o maximo que consegui chegar foi ao Canada e foi uma experiencia maravilhosa.

Abs Viviane

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...